Vende-se domínio MUSICASERTANEJA.COM - Clique aqui para saber mais!

Considerações sobre Barretos 2018


A 53ª edição da Festa de Barretos se encerrou ontem, domingo (26), e pode ser considerada um grande sucesso.

Fiz algumas considerações, como em todos os anos.

___

-Shania

O primeiro show da cantora canadense no país era certeza de sucesso, mas nem os mais otimistas esperavam tamanha movimentação do público. Tratada com luxo e discrição, após receber um cachê de pouco mais de um milhão de dólares, segundo informações da Folha, Shania literalmente entupiu o Parque do Peão. Houve quem reclamasse da muvuca, mas há de se ter alguma tolerância quando se trata de grandes aglomerações em arenas.

___

-Mais sertanejo

Barretos já cometeu sandices imperdoáveis, como em 2012, quando colocou Milionário e José Rico no palco secundário e Seu Jorge no principal. De lá pra cá, a presença de outros gêneros vem diminuindo, e a programação de 2018 foi bem sertaneja. Anitta, Kevinho e figurões da música eletrônica fogem do ideal sertanejão que a gente deseja, mas convenhamos que é um número muito pequeno de exceções.

___

-Gusttavo Lima e Zé Neto e Cristiano

Gusttavo e Zé Neto e Cristiano monopolizaram as atenções na segunda semana. O assunto, em todo canto, eram eles. A dupla foi a principal responsável pela quebra de recorde de público em uma quinta- feira (23). Gusttavo, que usou e abusou do termo “Embaixador”, emprestado da Festa, fez história com seis horas de show e um DVD gravado. Enquanto alguns artistas tratam Barretos como somente mais um show, outros sabem capitalizar muito bem em cima do evento.

___

-Palco Amanhecer

Barretos vem resolvendo bem um “quase problema” que eram os palcos secundários. Com a valorização do Palco Amanhecer e investindo em uma nova tradição de ver o sol raiar, o local ganhou força e despertou interesse nos artistas. O único ponto de difícil solução é que há momentos em que ele fica muito fraco de público, já que as pessoas ficam concentradas nos shows da arena. Esse ano, por exemplo, o “Amanhecer” recebeu shows de Fernando e Sorocaba, Edson e Hudson, Rionegro e Solimões e acompanhou o retorno de Gian e Giovani.

___

-Nota triste

Nem tudo foram flores. Um senhor de 60 anos faleceu, na manhã da sexta-feira (24), após um mal súbito na noite anterior. Morador de Aracaju, ele foi encontrado desacordado em um dos banheiros da Festa. Socorrido pelos bombeiros e pela equipe médica do evento, chegou a ser levado com vida para a Santa Casa, mas não resistiu.

___

-Politicagem

Todo ano eleitoral tem o mesmo mise-en-scène. Os candidatos aparecem, fazem seu teatro, sorriem animados fingindo que gostam do ambiente e prometem defender o rodeio e o agronegócio. O agro, em linhas gerais, é fácil defender diante da importância que tem para a economia do país. Já o rodeio, cada ano que passa, precisa de figuras que realmente vistam a camisa e briguem por ele. É bom anotar quem passou pela Festa para poder cobrar depois.

___

-Aposentadoria

Guilherme Marchi, campeão mundial de rodeio, uma das lendas do esporte, foi homenageado na noite de ontem, domingo, após ter anunciado sua aposentadoria. Marchi decidiu competir até novembro, em Las Vegas, e depois se despedir das arenas. O competidor, que mora nos Estados Unidos, trabalhará na formação de jovens atletas da montaria.

___

Foi minha 16ª vez em Barretos. Digo com quase toda certeza que foi a melhor programação de shows que acompanhei até hoje. A Festa cresceu muito em mídia e em qualidade. O meio sertanejo agradece.