VENDE-SE DOMÍNIO MUSICASERTANEJA.COM

Prêmio Multishow


Terça-feira passada (24) foi dia do Prêmio Multishow, evento que conta cada vez mais com a presença de artistas sertanejos, principalmente os mais jovens.

Eu li diversos comentários reclamando de algum “descolamento” do Prêmio com a realidade musical do Brasil, mas há algo que não se pode esquecer: o Multishow é um canal pop que de tempos pra cá passou a dar um grande destaque ao sertanejo, mas nunca foi ou quis ser exclusivamente sertanejo.

É natural, então, que os diversos estilos promovidos pelo canal tenham espaço semelhante em sua principal premiação.

Vale lembrar que, ali por volta de 2010, nós nos surpreendíamos com a categoria “Melhor Artista Sertanejo”, algo improvável para o até então tão distante Multishow.

Concordo que o voto popular (campanha de fãs na internet) deixa os resultados menos interessantes. Artistas mais populares nas redes sociais vão invariavelmente levar vantagem (basta ver o tanto de troféus de Luan e Anitta). O problema é que fãs passam mais de mês votando para o Prêmio. Como o canal vai abrir mão disso?

Quanto às apresentações que nos interessam, ficou clara a força de Marília Mendonça e Maiara e Maraísa. Seja musicalmente, seja no discurso pela abertura do mercado às mulheres. As irmãs cantaram três músicas.

Simone e Simaria, sempre imprevisíveis e barulhentas (no melhor dos sentidos), foram a atração mais animada da noite.

Luan preferiu apresentar um número eletrônico com várias canções remixadas. Ouvi muitas opiniões diferentes (assunto pra outro texto), mas a apresentação serviu de estreia para um novo horizonte na carreira do produtor Dudu Borges: ele agora vai se aventurar sob o codinome “Analaga DJ” (também assunto para outro texto).

Uma crítica que deixo é sobre os números com músicas de trabalho (falando sobre os sertanejos mais especificamente, mas se estende para algumas outras apresentações da noite). Como se trata de um evento acompanhado por um público variado que não conhece a fundo todos os estilos apresentados, as músicas de trabalho atrapalham o bom andamento da premiação (que já acaba cansando naturalmente por conta da duração). Em um evento de plateia carioca, os hits não podem ser preteridos.

Só como último comentário, vale registrar que só mulheres cantaram sertanejo no evento. Sinal de que tem muito artista e dupla precisando repensar alguns conceitos.