VENDE-SE DOMÍNIO MUSICASERTANEJA.COM

Chrystian e Ralf

"A gente começou em 1920...", brinca Ralf.

Exageros à parte, os primeiros passos no mundo artístico dos irmãos Chrystian José Pereira da Silva Neto e Ralf Richardson da Silva foram dados bem cedo. Desde pequenos acompanhavam o pai Mário e o tio Plínio nas serestas que faziam em Goiânia, noite afora, cantando sucessos da música sertaneja. A mãe Eunice, que fazia teatro infantil, também participava.

Chrystian ou "Zezinho", como era conhecido, com pouco mais de 6 anos, apresentava-se no 'Clube do Anhangüera Mirim', comandado por Magda Santos, em Goiânia. Em menos de um ano, ganhou um programa só seu: o 'Pinguinho de Gente'. E virava-se muito bem diante das câmeras! Ralf, que mal havia saído das fraldas, também ensaiava seus primeiros agudos. Nessa época, Chrystian ganhou seu primeiro prêmio: a gravação de um disco em São Paulo como o melhor cantor do Estado. O disco nunca saiu do papel...

Conforme o tempo foi passando, eles foram percebendo que Goiânia oferecia menos oportunidades de desenvolvimento no campo musical; decidiram, então, mudar-se para São Paulo. Mesmo com a mudança, as dificuldades continuaram grandes, tanto que, para não passarem fome, pegavam as sobras de arroz e feijão das calçadas da zona cerealista, no bairro do Brás. Eles varriam os cereais, juntavam e levavam para a mãe cozinhar. Todos os dias, Chrystian e o pai caminhavam da Vila Gustavo até a TV Bandeirantes, no bairro do Morumbi, atrás de uma chance.

Ralf, por ser muito pequeno, ficava em casa. Chrystian confessa que o cansaço não era nada; duro mesmo era ter de ver o pai passando mal durante o trajeto, devido aos problemas de saúde. Depois de muita luta, eles conseguiram uma chance. Cantaram ao vivo, no programa de Vicente Leporace e foi um sucesso; saíram de lá contratados.

Surgiram, então, as primeiras gravações da dupla, em inglês e português, sob diversos nomes: 'Os Pássaros', 'Charles & Ralf', entre outros.

http://www.chrystianeralf.com